LYON: 11 ANS APRÈS

A substância da recordação é aquilo que deslumbra o espírito depois de abandonada a geografia. Segundo esta ordem de ideias, a memória trabalha-se do mesmo modo que uma pedra preciosa em bruto pronta a ser lapidada.”

In Teoria da Viagem, Uma Poética da Geografia, Michel Onfray

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: